• Estação Romana da Quinta da Abicada

    Estação Romana da Quinta da Abicada

  • Monumentos Megalíticos de Alcalar - edifício tumular "Alcalar 7"

    Monumentos Megalíticos de Alcalar - edifício tumular "Alcalar 7"

  • Monumentos Megalíticos de Alcalar – interior do edifício tumular "Alcalar 7"

    Monumentos Megalíticos de Alcalar – interior do edifício tumular "Alcalar 7"

  • Monumentos Megalíticos de Alcalar – "Um dia na pré-história"

    Monumentos Megalíticos de Alcalar – "Um dia na pré-história"

  • Castelo de Aljezur – Torre semi-cilindrica

    Castelo de Aljezur – Torre semi-cilindrica

  • Castelo de Aljezur – Muralha e acesso

    Castelo de Aljezur – Muralha e acesso

  • Ermida de N.S. de Guadalupe e Casa rural

    Ermida de N.S. de Guadalupe e Casa rural

  • Panorâmica da exposição no interior da Casa rural

    Panorâmica da exposição no interior da Casa rural

  • Castelo de Loulé – "Música nos Monumentos"

    Castelo de Loulé – "Música nos Monumentos"

  • Torreões do Castelo de Loulé

    Torreões do Castelo de Loulé

  • Ruínas Romanas de Milreu – Casa rural

    Ruínas Romanas de Milreu – Casa rural

  • Ruínas Romanas de Milreu – Pormenor de mosaico

    Ruínas Romanas de Milreu – Pormenor de mosaico

  • Castelo de Paderne

    Castelo de Paderne

  • Castelo de Paderne – Ruína da Ermida de N.S. da Assunção

    Castelo de Paderne – Ruína da Ermida de N.S. da Assunção

  • Ruína da Ermida de N.S. da Assunção - "Música nos Monumentos"

    Ruína da Ermida de N.S. da Assunção - "Música nos Monumentos"

  • Fortaleza e Promontório de Sagres

    Fortaleza e Promontório de Sagres

  • Capela de N.S. da Graça – "Música nos Monumentos"

    Capela de N.S. da Graça – "Música nos Monumentos"

Monumentos do Algarve Bons Momentos Promontório de Sagres Prémio Regional Maria Veleda Património Cultural Imaterial Portal Cultura Portugal

Teolinda GersãoGrande Prémio de Conto Camilo Castelo Branco

Ministro da Cultura, Luís Filipe Castro Mendes, saúda e felicita vivamente a escritora Teolinda Gersão pela atribuição do Grande Prémio de Conto Camilo Castelo Branco, que lhe foi concedido pelo seu livro Prantos, amores e outros desvarios.

O Grande Prémio de Conto Camilo Castelo Branco possui o valor de 7.500 euros, tendo sido criado em 1991 pela Associação Portuguesa de Escritores, em parceria com a autarquia de Vila Nova de Famalicão, distinguindo um autor português ou de um país africano de expressão portuguesa.

Teolinda Gersão é desde o início da década de 1980 uma das vozes mais sólidas da ficção narrativa contemporânea, quer no campo do romance, quer no de narrativas mais breves, em particular nos seus contos, cuja brevidade lhes aumenta o poder sugestivo.

Detentora de um estilo muito pessoal, a autora mostra-se capaz de construir personagens credíveis, intensas e ao mesmo tempo surpreendentes, quase enigmáticas, que nos interpelam pelo modo como vivem as suas vidas, em cenários sempre marcados pela força de cada atmosfera peculiar, compondo assim um caleidoscópio humano através do qual podemos observar o mundo, graças a uma especial aliança entre palavras, pensamentos e emoções. 

 

José Eduardo AgualusaNota de Congratulação

O Ministro da Cultura, Luís Filipe Castro Mendes, saúda e felicita vivamente o escritor José Eduardo Agualusa pela atribuição do International Dublin Literary Award, que lhe foi concedido pelo seu romance Teoria Geral do Esquecimento.

O International Dublin Literary Award tem o valor de 100 mil euros, sendo o maior do género para uma obra de ficção publicada em inglês, e desde 1996 já premiou autores como Orhan Pamuk, Javier Marías, Michel Houellebecq, Colm Tóibin, Jim Crace, David Malouf ou Herta Müller. Ao longo das suas 21 edições, esta é a nona vez que o vencedor é um livro traduzido e a primeira que premeia uma obra originalmente escrita em português.

O prémio é gerido pelas Bibliotecas Públicas de Dublin, com o apoio da autarquia da capital irlandesa, e é atribuído todos os anos a um livro escrito ou traduzido para inglês.

O romance Teoria Geral do Esquecimento já tinha sido finalista do Man Booker International em 2016 e representa um dos momentos mais altos na obra de José Eduardo Agualusa, na plena maturidade da sua escrita.

Centrado numa portuguesa que permanece em Angola após a revolução e a independência, este livro acompanha toda a evolução angolana das últimas décadas, distinguindo-se pela sua capacidade de descrever a subtil mistura de sofrimento e de esperança que anima as suas personagens e as faz continuar a viver. Trata-se de uma obra em que José Eduardo Agualusa consegue surpreender o leitor, ao mesmo tempo que o leva a refletir sobre o sentido mais amplo e profundo da vida humana, flutuando entre a memória e o esquecimento.

Nuno JudiceNota de Congratulação

O Ministro da Cultura, Luís Filipe Castro Mendes, saúda e felicita o poeta Nuno Júdice pela atribuição do Prémio Literário Camaiore, que lhe foi concedido pela tradução italiana do seu livro Fórmulas de uma Luz Inexplicável.

Este prémio literário italiano vai na sua 29ª edição e o júri foi composto por Rosanna Lupi, Corrado Calabrò, Emilio Coco, Vincenzo Guarracino, Paola Lucarini, Renato Minore e Mario Santagostini.

Originalmente detentora de uma forte carga discursiva, que se tem vindo a ampliar para territórios marcados por uma componente irónica mas também melancólica, a obra de Nuno Júdice exibe igualmente uma clara dimensão narrativa. Partilhando com os leitores um conjunto de experiências por vezes muito subtis e atentas às mais ínfimas variações da realidade, a sua poesia tanto pode nascer de recordações da infância, de reflexões metapoéticas, de reminiscências provenientes de personagens históricas ou ficcionais ou, enfim, provir de um quotidiano em que inúmeras situações podem dar origem a um poema.

Traduzida e reconhecida por todo o mundo, a poesia de Nuno Júdice é hoje uma das que melhor demonstram a vitalidade da literatura portuguesa.

CartazÚltima palestra do Ciclo do “Amatores in Situ”

No próximo dia 21 de Junho, nas Ruínas Romanas de Milreu, às 18h, a última palestra do Ciclo do “Amatores in Situ” dedicado ao tema “Porque devem as mulheres usar véu? Considerações sobre a presença pública das mulheres na cultura ocidental, a partir de Tertuliano” proferida pela Professora Paula Barata Dias.

O que tem a ver o véu das mulheres muçulmanas hoje com o véu que cobriu as mulheres da Antiguidade, particularmente as cristãs? Estamos, de facto, a falar de uma coincidência de costumes, ou de uma realidade coerente entre si? Nesta comunicação, pretende-se salientar o modo como a construção papel social das mulheres está para além de discursos religiosos específicos, sobrepondo-se como um condicionamento universal acerca do feminino e do seu lugar numa sociedade de homens.

Paula Barata Dias é professora da Universidade de Coimbra. Classicista é presidente a Associação Portuguesa de Estudos Clássicos

A encerrar este Ciclo haverá um um concerto “Tantos mundos num só lugar: pela via Romana”, de Albano Neto e Gonçalo Pescada, às 19hs.

Amatores in situ é um ciclo de palestras promovido pela Faculdade de Ciências Humanas e Sociais da Universidade do Algarve, sob a coordenação da Prof.ª Doutora Adriana Nogueira.

 

Prémio Nacional do Artesanato 2017

Encontra-se a decorrer até às 18h00 do dia 31 de agosto, o período de candidatura ao Prémio Nacional do Artesanato 2017.

As candidaturas, através de formulário próprio (em anexo) e restante documentação referida no Regulamento, devem ser enviadas por correio eletrónico para o endereço: premionacionalartesanato@iefp.pt

Este Prémio é uma iniciativa bienal do IEFP, esteve interrompido desde 2013 e surge agora completamente remodelado (ver Ficha Síntese e Regulamento em anexo), subdividindo-se em 6 categorias:

- Grande Prémio Carreira

- Prémio Inovação -

- Prémio Empreendedorismo Novos Talentos 

- Prémio Investigação 

- Prémio Promoção para Entidades Privadas 

- Prémio Promoção para Entidades Públicas Consoante a categoria,

poderão concorrer artesãos e unidades produtivas artesanais, investigadores, associações e entidades privadas e públicas sem fins lucrativos com intervenção na área do artesanato.

Para obter informações mais detalhadas ou esclarecer dúvidas: - Contacte o IEFP pelo telefone 300 010 001 (dias úteis das 8h às 20h)

“O Olhar do Pintor - O Monumento como motivo artístico”

A Ermida de Nª Sra de Guadalupe acolhe o projeto “O Olhar do Pintor – O monumento como motivo artístico”, que irá decorrer no domingo, dia 25 de junho, através de duas sessões de pintura ao ar livre : das 10h30m às 13h e das 15h às 17h30m.

A participação é dirigida a todos a partir dos 12 anos, ou dos 8 anos desde que acompanhado por um familiar, e não requer formação em pintura. Em cada sessão haverá uma abordagem à história do monumento, à função dos materiais e regras básicas da pintura a óleo.

Projeto concebido e realizado pela Artadentro - Arte Contemporânea - Associação, é destinado a todos aqueles que se interessem por pintura ao ar livre e tem como objetivo quebrar o preconceito da pintura como expressão plástica difícil e destinada apenas a alguns, promover a participação, a aprendizagem e a experimentação e proporcionar a criação da memória de uma experiência e de um lugar através de um novo olhar sobre o monumento e a sua envolvente.

Todo o material será disponibilizado gratuitamente pelos formadores/dinamizadores, os artistas plásticos Ana André e Vasco Vidigal, sendo a tela final propriedade de seu autor.

A participação é gratuita e requer inscrição prévia com indicação de nome, idade e contato telefonico para: artadentro@hotmail. com .

Esta é uma iniciativa do ciclo Mãos no DiVaM, do programa de Dinamização e Valorização dos Monumentos da Direção Regional de Cultura do Algarve, DiVaM 2017- Lugares de Globalização.

Contatos:
Direção Regional de Cultura do Algarve
E-mail: geral@cultalg.pt 
Telef. 289 896 070

________________________________

Fortaleza de Sagres
E-mail: fortaleza.sagres@cultalg.pt
Telef. 282 620 140

Candidaturas até 15 de Setembro

 

NOTA DE PESAR

O Ministro da Cultura, Luís Filipe Castro Mendes, manifesta o seu pesar pela morte de Alípio de Freitas, jornalista e professor universitário, a quem reconhece o legado da luta pela Liberdade, a coragem da Resistência e o apoio a todos os movimentos pela emancipação e pela igualdade. Alípio de Freitas fez da sua vida inquieta um hino permanente de Resistência e de Revolução, em sintonia com o seu livro "Resistir é Preciso".

À família enviam-se sentidas condolências.

Cartaz“Concertos ao Entardecer” apresenta: Joana Barra Vaz 

Integrado no ciclo “Concertos ao Entardecer”, Joana Barraz Vaz irá apresentar o seu “Mergulho em Loba”, na Fortaleza de Sagres, no próximo dia 18 de junho, pelas 18horas.

Joana Barra Vaz divide o tempo entre a realização e a música e, desde o lançamento do EP "Passeio Pelo Trilho" em 2012, apresentou-se ao vivo como "flume" em várias salas do país, inclusivamente o Teatro São Luiz, a convite de Sérgio Godinho.

Em setembro de 2016 funda a plataforma artística e editora Bi-Du-Á cujo primeiro lançamento é o seu longa duração ”Mergulho Em Loba” (2016), produzido pela própria em conjunto com Luís Nunes e José Joaquim de Castro. Este projeto foi mostrado ao público no Teatro do Bairro, no festival Vodafone Mexefest, entre outros.

"Mergulho em Loba" existe num universo entre o folk e a electrónica. Composto entre 2012 e 2013, o disco é uma viagem sonora com canções que se sobressaltam sem paragens, em suites, convidando o ouvinte a fazer esse percurso e a sentir a urgência de chegar ao fim com uma resposta na ponta da língua ou no embalo da dança.

O projeto tem sido bem acolhido pela imprensa especializada, figurando no topo de várias listas de melhores discos do ano. Conta com a participação dos músicos Ricardo Jacinto, David Pires, David Santos, João Gil, Ana Nagy, Mário Amândio, Gabriel Correia e ainda Selma Uamusse, como voz convidada no tema "Tanto Faz".

Este é um projeto promovido pela Arquente – Associação Cultural e integrado no DiVaM - Dinamização e Valorização dos Monumentos 2017 - Lugares de Globalização – programa cultural da Direção Regional de Cultura do Algarve.

Contatos:

Direção Regional de Cultura do Algarve

E-mail: geral@cultalg.pt

Telef. 289 896 070

________________________________

Fortaleza de Sagres

E-mail: fortaleza.sagres@cultalg.pt

Telef. 282 620 140

 

Logo

Abertas as votações para o Orçamento Participativo 

Os cidadãos portugueses podem, desde o dia 7 de junho,  votar nos 600 projetos do Orçamento Participativo, que conta com três milhões de euros.

Os projetos de âmbito nacional e regional vão estar a votação nos próximos três meses. As propostas vencedoras são apresentadas em setembro.

Informe-se e vote aqui

Manuel AlegrePRÉMIO CAMÕES

O Ministro da Cultura saúda e felicita calorosamente o poeta Manuel Alegre, vencedor do Prémio Camões em 2017.

Marcada por um forte sentido do ritmo, da rima e da musicalidade, a sua obra destacou-se pelo seu papel de intervenção política no final da Ditadura, durante a Guerra Colonial e quando se agudizava a emigração para os países da Europa desenvolvida.

É toda essa mistura de dramas humanos, expectativas adiadas, frustrações coletivas, sentimentos de revolta e de alguma esperança nunca abandonada, que vem à superfície nos seus poemas.

Mais tarde, a poesia de Manuel Alegre destacou-se pela revisitação dos principais mitos da História de Portugal, manifestando uma “nostalgia da epopeia” (a expressão é de Eduardo Lourenço) em que muitos portugueses poderão rever-se.

A poesia de Manuel Alegre ganhou com o tempo uma consistência e uma dimensão que pôs em evidência a grande qualidade da sua expressão poética, para além da voz de combate pela liberdade e pela justiça que esta poesia foi para nós nos anos sombrios da Ditadura.

Cartaz«Diógenes Laércio e as vidas dos outros» - "Amatores in Situ"

Nas Ruínas Romanas de Milreu, dia 8 de junho (quinta-feira), às 18h, realizar-se-á uma palestra subordinada ao tema «Diógenes Laércio e as vidas dos outros», apresentada por Adriana Freire Nogueira, professora da Universidade do Algarve e investigadora do CIAC (Univ Algarve) e do CECH (Univ Coimbra).

Doutorada em Literatura e Cultura Clássicas, tem-se dedicado à receção da Antiguidade no mundo contemporâneo e à tradução de textos antigos. Atualmente dirige a Biblioteca António Rosa Mendes, da Universidade do Algarve, e coordena este ciclo de palestras Amatores in situ, promovido pela sua faculdade.

Diógenes Laércio escreveu, no séc. III d.C., em pleno mundo romano, sobre a vida e a obra dos filósofos ilustres que viveram num passado que distava de si mais de 600 anos. Para além das informações sobre a doxografia, é a esse livro que se vão buscar as anedotas, as bisbilhotices do diz-que-diz, as historietas, sobre cada um deles. Por exemplo, sobre Sócrates, conta: «Quando a mulher lhe disse: “Vais ser morto injustamente”, ele replicou: “E tu querias que o fosse justamente?”». É desta e de outras vidas que irá tratar esta palestra.

 

 

 

Contactos:

Direção Regional de Cultura do Algarve

geral@cultalg.pt

Telef. 289 896070

Vonvite

Cartaz“SONHAR EM SAGRES”  - Dia de Portugal de Camões e das Comunidades Portuguesas

A Direção Regional de Cultura do Algarve e a Santa Casa da Misericórdia de Vila do Bispo associam-se na organização da iniciativa “SONHAR EM SAGRES”, a realizar-se na Fortaleza de Sagres, pelas 16h, dia 10 de junho, Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas.

Sagres, lugar mítico, finisterra de “lugares sonhados”, vive, na comunidade local, o Projeto “Eu Sonhava” organizado, promovido e implementado pela Santa Casa da Misericórdia de Vila do Bispo. “Eu Sonhava” tem como objetivo concretizar um sonho da vida dos seus utentes, motivando-os para conservar a esperança e a capacidade de sonhar até ao fim. Esses sonhos materializam-se, entre outros, na edição de um livro de poesia.

A iniciativa “Sonhar em Sagres” abraça este projeto, homenageando a Língua Portuguesa nas suas diversas expressões como a poesia, a literatura para a infância, os provérbios e os “sonhos” … em Sagres.

O programa inclui as apresentações do livro de poesia "Coleção de Epifanias/Colección de Epifanías" da autoria de Cláudio Guimarães dos Santos, poeta, artista plástico, diplomata e Vice-Consul do Consulado-Geral do Brasil em Faro e do livro para crianças “Na Cuca do Coqueiro” de Amanda Bittencourt, terapeuta da fala, escritora e ilustradora.

Segue-se a apresentação de Rui Soares, pedagogo e presidente da Associação Internacional de Paremiologia, com “O provérbio como espelho da língua portuguesa” evidenciando como este facilita a comunicação entre povos de culturas diferentes e funciona como um mediador intergeracional.

Armindo Vicente, provedor da Santa Casa da Misericórdia de Vila do Bispo falará da “Importância das Instituições Sociais na Sociedade. Exemplo- Projeto “Eu Sonhava”, seguido de Poesias dos utentes/ idosos desta instituição.

A Academia de Música de Lagos encerrará esta sessão com um concerto.

Esta iniciativa é uma parceria com o Consulado do Brasil em Faro e a Associação Internacional de Paremiologia.

Conta com a colaboração da Câmara Municipal de Vila do Bispo e da Academia de Música de Lagos.

________________________________

Contactos:

Direção Regional de Cultura do Algarve

geral@cultalg.pt

Telef. 289 896070

_________________________________

Fortaleza de Sagres

fortaleza.sagres@cultalg.pt

Telef. 282 620140

CartazGLOOOBAL MAPS - Ruínas Romanas de Milreu

Dia 11 de junho, na Casa Rural das Ruínas Romanas de Milreu, pelas 17h30, terá lugar a inauguração da exposição e instalação GLOOOBAL MAPS.

Este projeto da Amarelarte – Associação Cultural e Recreativa, parte de um conjunto de exercícios utilizados na educação não formal por formadores internacionais, para abordar a temática da interculturalidade.

“Glooobal Maps” é uma exposição e instalação de mapas que transmitem diferentes olhares, perspectivas do mundo e do Algarve, mapas com idades, países, línguas, histórias e mapas “pessoais” de Milreu.

Durante a exposição, os visitantes terão a oportunidade de realizar uma atividade criativa surpresa, tendo, desta forma, um papel crucial na mesma.

Com conceito, pesquisa e instalação de Laura De Witte e Nicole Lissy, textos de Laura De Witte , tem como artistas convidados Ernesto Ceriz, Kristina Stocker e Simon Mendes. A criação e realização é um trabalho em parceria com a Cooperativa Mandacaru e a Uni-T Graz (Aústria) na criação de mapas.

A exposição estará patente de 11 de junho a 13 de agosto, de 3ª feira a domingo, no horário de abertura do monumento.

“Glooobal Maps “ é uma iniciativa do ciclo Globart DiVaM, do programa de Dinamização e Valorização dos Monumentos da Direção Regional de Cultura do Algarve, DiVaM 2017 – Lugares de Globalização.

 

Contactos:

Direção Regional de Cultura do Algarve

geral@cultalg.pt

Telef. 289 896070

FotografiaMensagem de pesar pela morte de Armando Silva Carvalho

Por ocasião do falecimento do poeta Armando Silva Carvalho (1938 – 2017), ocorrido, hoje, nas Caldas da Rainha, o Ministro da Cultura lamenta profundamente o acontecimento e vem associar-se ao luto da sua família e dos seus amigos.

Poeta surgido em 1965 com Lírica Consumível, o seu nome destacou-se como uma das vozes mais singulares da nossa literatura, tanto na poesia como na prosa, graças ao modo como consegue articular certas experiências do quotidiano e uma notável criatividade da linguagem, levando a que as emoções individuais sejam filtradas por um olhar lúcido e muitas vezes irónico sobre a realidade circundante. Fugindo a quaisquer escolas ou amarras que a situem, a poesia de Armando Silva Carvalho implica também uma dimensão circunstancial, oferecendo-nos um ângulo de visão muito pessoal sobre espaços físicos muito concretos, sem com isso perder a sua faculdade transfiguradora e o seu alcance universal.